Por Ulisses Gama

Após vencer o jogo contra o Bragantino no último domingo (12), o técnico Rogério Ceni, do Bahia, já começa a olhar para o duelo do próximo domingo (19), às 16h, contra o Atlético-MG na Arena MRV. Para o treinador, o estilo de jogo do Massa Bruta e a atuação do Bahia podem servir como exemplo para voltar a conseguir um bom resultado.

“Vão te marcar, te empurrar, mas não é fácil encontrar espaço. É um momento que todo mundo está com energia lá em cima, e você vai sofrer pressão. Os jogos anteriores são importantes para dar referência. Por isso a gente tem um meio-campo para ter mais controle. Esse jogo de hoje vai servir de parâmetro com o jogo do próximo final de semana”, disse.

O treinador do Esquadrão também valorizou a dedicação de toda a eqipe para colaborar na defesa. Esse foi mais um jogo da equipe sem sofrer gols.

“Se o Everton entrega tudo que pode na marcação, todos têm que entregar. É a liderança pelo exemplo. É difícil encontrar um oito, que é a função que o Everton joga e gosta de jogar. O Everton jogar aberto é muito difícil. É difícil ter um oito da qualidade técnica dele. Enquanto esse time comprar a ideia que a parte defensiva é essencial…Se pararmos na parte defensiva, não vamos conseguir brilhar. Se tivermos coesão defensiva, é onde a gente tem chance de conseguir boas posições no campeonato”, explicou.

Com 13 pontos, o Bahia é o segundo colocado do Brasileirão. Esse é o melhor início do Esquadrão de Aço na história dos pontos corridos da competição.

Sobre o autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.