Para oferecer momentos de lazer, aprendizado e descontração, as escolas da rede estadual abrem as portas durante as férias, recebendo os estudantes e a comunidade local com atividades de arte, esporte, cultura, lazer, saúde e bem-estar. Trata-se do projeto Férias na Escola com mais Sabor e Saber, que a Secretaria da Educação da Bahia (SEC) vai realizar de 10 a 31 deste mês, com a proposta de fortalecer o vínculo e a participação estudantil, a partir do potencial artístico e cultural de cada localidade. A portaria que institui o projeto foi publicada pela SEC, no Diário Oficial do Estado deste sábado (dia 6).

A iniciativa segue a orientação metodológica do Educa Mais Bahia, programa implementado pela SEC que já oferta oficinas educativas durante o ano letivo, envolvendo toda a comunidade escolar. A ação será desenvolvida de forma articulada com outras secretarias estaduais, a exemplo das pastas de Cultura, Justiça e Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e de Saúde.

A portaria publicada no DOE garante que os municípios poderão utilizar os ônibus de transporte escolar ofertados pelo Estado para o deslocamento dos estudantes participantes do projeto.

Os interessados em participar do projeto devem procurar a escola onde estuda para fazer a inscrição na segunda-feira, dia 8, e na terça, dia 9 de janeiro. A estimativa é que o projeto acolha mais de 110 mil estudantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs), com a realização de oficinas em cinco diferentes eixos: Cultura Corporal, Arte e Cultura, Saúde e Bem-Estar, Esporte e Lazer e Recomposição de Aprendizagem. As atividades vão acontecer de 7h às 13h, período em que será oferecida, também, alimentação para todos os participantes, com duas refeições diárias.

Atividades

Os mais de dois mil voluntários vão se juntar com o corpo técnico de cada unidade escolar para oferecer momentos repletos de atrações, com práticas de diversas modalidades esportivas e jogos, como futebol, vôlei, capoeira e eletrônicos, entre outros. No Eixo Cultura Corporal, os estudantes poderão praticar desde as danças regionais, passando por ballet, ginástica rítmica e yoga, à dança contemporânea e outras expressões corporais. De olho nas vivências culturais de cada localidade da Bahia, o teatro, artesanato e cinema serão utilizados para incentivar as manifestações artísticas da comunidade.

A sonoridade vai embalar os dias de verão dos alunos e de suas famílias com fanfarras e outros grupos musicais, tais como percussão, sopro e flauta. Na programação não vão faltar, também, práticas de saúde e bem-estar, a exemplo de atividades voltadas ao relaxamento, autoconhecimento, dinâmicas de grupo e socioemocionais. O projeto vai oferecer, ainda, oportunidades de recuperação de aprendizagem voltadas para os conteúdos curriculares de Matemática e Língua Portuguesa.

Ao fazer a inscrição na escola o estudante deve escolher a atividade de sua preferência e solicitar a vaga disponibilizada pela escola.

Fonte: Ascom/SEC/ Foto by Mateus Pereira

Sobre o autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.