O Conselho Mundial de Boxe (WBC, na sigla em inglês) vai entregar os vídeos da luta entre o mexicano Oscar Valdez e Robson Conceição para uma comissão independente analisar o resultado. Apesar de receber muito mais golpes e terminar o combate bastante machucado, o mexicano manteve o cinturão dos super-penas ao vencer o baiano, que saiu inteiro da disputa, por decisão dos jurados na última sexta-feira (10), em Tucson, nos Estados Unidos.

“O Conselho de Governança do WBC levará em consideração a avaliação do painel sobre a luta ao considerar os pedidos”, informou.

Na última segunda (13), o agente de Robson, Sergio Batarelli, formalizou uma queixa contestando o resultado e pediu uma revanche da luta ou que o baiano fosse alçado ao posto de número um do ranking, o que forçaria um novo embate entre os lutadores (leia aqui). Além disso, um dos juízes, Stephen Blea admitiu erro a pontuação de um dos rounds marcando 117 a 110 para Valdez e também revelou que não tinha boa visão do ringue e com isso acabou não vendo alguns golpes do baiano, sendo influenciado pela reação da torcida do mexicano (confira aqui).

A WBC estabeleceu um prazo de 10 dias, contados a partir esta quarta (14) para dar uma resposta a Robson Conceição. Muitos veículos especializados em boxe discordaram do resultado do confronto, no mínimo na diferença de vantagem dada ao mexicano 117 a 100 e duplo 115 a 112. Já para a ESPN americana, que transmitiu a luta, o baiano foi o vencedor do combate por um ponto. Após começar melhor e vencer os cinco primeiros rounds, ele caiu de rendimento, além de receber uma penalização por acertar um golpe na nuca do mexicano sendo descontado um ponto.

Sobre o autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.